Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

MRE russo: lei marcial na Ucrânia ameaça com reinício de ações militares em Donbass

Por trás da lei marcial, introduzida pelas autoridades ucranianas após incidente no mar Negro, pode estar um plano de novas provocações em Donbass, afirmou a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova.


Sputnik

"A lei marcial é uma fachada, um disfarce, por trás do qual o regime [do presidente da Ucrânia Pyotr] Poroshenko tenciona claramente esconder a organização de outra provocação em Donbass", disse a representante oficial. 


Soldados ucranianos perto de um tanque nas posições perto da cidade de Mariupol, em Donbass
Tropa ucraniana próximo a Mariupol, Donbass © AP Photo / Vadim Ghirda

A representante da chancelaria também sublinhou que Kiev está concentrando suas forças na área de Donbass.

"Nos últimos dias, aparecem cada vez mais informações de que as Forças Armadas da Ucrânia estão se preparando ativamente para possíveis ações militares em Donbass", comentou Zakharova.

Segundo a chancelaria russa, enquanto Kiev está distraindo atenção da sociedade com o incidente no estreito de Kerch, apresentado como ações agressivas por parte da Rússia, seu exército desloca substanciais equipamentos ofensivos para o leste do país, que depois são distribuídos ao longo da linha de contato em Donbass.

Em 26 de novembro, a Suprema Rada (parlamento ucraniano) aprovou a imposição da lei marcial em 10 regiões do país por um prazo de 30 dias.

A medida foi tomada por Kiev após o incidente no estreito de Kerch, quando três navios da Marinha ucraniana violaram a fronteira russa entrando nas suas águas territoriais temporariamente fechadas e realizaram manobras perigosas, sem reagir às exigências das embarcações russas que se encontravam no local. A guarda fronteiriça da Rússia tomou a decisão de deter os navios e os tripulantes. A Rússia abriu um processo criminal por violação da fronteira.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas