Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

National Interest avalia superioridade do tanque russo T-14 Armata sobre blindados da OTAN

Apresentação do tanque russo T-14 Armata em 2015 revelou a crescente obsolescência dos principais tanques de combate da OTAN: o britânico Challenger 2 e o americano M1A2 Abrams, escreve a revista norte-americana.


Sputnik

O autor do The National Interest, que se refere a um artigo do especialista Will Flannigen, compara o T-14 Armata com os veículos blindados da OTAN em três pontos principais: capacidade de sobrevivência, poder de fogo e mobilidade.


Tanque russo T-14 Armata | Reprodução

A mudança mais "radical" no T-14, em comparação com tanques mais antigos, de acordo com Flannigen, é sua capacidade de sobrevivência. Assim, para manter um nível de proteção suficiente, o Challenger 2 e o M1A2 podem ser equipados com meios adicionais na forma de blocos de proteção dinâmicos que, no entanto, afetam negativamente o peso desses carros pesados e não oferecem nenhuma garantia de proteção.

Ao mesmo tempo, no Armata, junto com a blindagem usual, é usado provavelmente um dos meios mais revolucionários de proteção de tanques — um complexo de proteção ativa, observa a revista.

Neste caso, de acordo com o autor, a integração de tal sistema no T-14 Armata demonstra até que ponto a construção de tanques ocidental ficou para trás na aplicação de sistemas de proteção mais leves e eficazes. Assim, hoje nas configurações normais do Challenger 2 e do M1A2 os sistemas de proteção ativa não são usados, o que significa que os tanques da OTAN são inferiores aos veículos russos modernos.

O poder de fogo do T-14 é garantido por um canhão 2A82-1M de 125 mm. Além disso, ao contrário dos tanques ocidentais, os canhões russos e soviéticos têm a capacidade de disparar mísseis antitanque, e a eficácia de combate do Challenger 2 e M1A2, apesar do sucesso na guerra com o Iraque, apenas provoca preocupação, o que é especialmente evidente após a criação do T-14, acredita o autor.

Além disso, o Armata manteve seu peso relativamente pequeno, enquanto o tanque tem uma suspensão melhorada e um motor a diesel eficaz, o que permite que o carro de combate tenha uma boa autonomia e mobilidade estratégica. Por sua vez, todos os principais tanques da OTAN, incluindo o M1A2 e o Challenger 2, pesam mais de 50 toneladas na configuração básica, o que pode causar problemas quando são posicionados, enquanto o uso de conjuntos adicionais de blindagem reduz ainda mais sua mobilidade.

Como resultado, as forças blindadas do Reino Unido e dos Estados Unidos, tal como as da OTAN em geral, estarão em uma posição extremamente desvantajosa em comparação com as forças terrestres russas modernizadas e equipadas com o Armata, acredita o autor.

Assim, a criação do T-14 Armata forçou tanto o Reino Unido, como os EUA a tomar medidas para tentar desenvolver as novas tecnologias, conclui o The National Interest.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas