Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Nova corveta russa pode navegar em qualquer zona dos oceanos

A mais nova corveta do projeto 20380 da Marinha russa, Gromky, é um sistema de combate perfeito com novas capacidades, declarou o vice-comandante da Frota do Pacífico, contra-almirante Igor Korolev.


Sputnik

Na terça-feira (25) decorreu a cerimônia para celebrar a entrega da corveta Gromky à Frota do Pacífico. O navio é a segunda corveta do projeto 20380, construído especificamente para a frota como parte do programa de rearmamento.


Resultado de imagem para gromky corvette
Corveta russa Gromky | Reprodução

Os navios desse projeto são destinados a operações na zona marítima próxima, combate contra navios e submarinos de superfície inimigos e apoio de artilharia para as forças de assalto anfíbias. No entanto, esta corveta pode operar em praticamente todas as zonas do oceano.

"A embarcação é um sistema de combate universal perfeito, capaz de combater submarinos inimigos e navios de superfície", informou a jornalistas Korolev.

"Podemos receber as informações de um navio vizinho, refleti-las nos monitores", comentou o contra-almirante, observando que, desse modo, a corveta poderá ajudar outros navios que estejam nas proximidades.

Korolev ainda destacou que se trata de um navio universal e extremamente econômico.

"Ele é praticamente ilimitado em termos de áreas de navegação e, consequentemente, pode resolver tarefas nas áreas necessárias. Podemos dizer que irá operar em todo o espectro de áreas oceânicas, incluindo a possibilidade de navegar até à costa da Austrália, por exemplo", salientou.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas