Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Novíssimos sistemas de combate a laser Peresvet entram em serviço do exército russo (VIDEO)

No início de dezembro, os sistemas de combate a laser russos Peresvet entraram em serviço operacional do exército russo, informou o jornal das Forças Armadas russas, Krasnaya Zvezda.


Sputnik

"Em 1º de dezembro, os sistemas de combate a laser russos Peresvet, baseados em novos princípios físicos, entraram em serviço operacional em modo de teste", revelou o jornal.


Testes do sistema de combate a laser russo Peresvet
Sistemas de combate a laser russo Peresvet © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

O vídeo da entrada em serviço operacional dos sistemas de combate a laser russos Peresvet foi publicado pelo Ministério da Defesa russo em sua conta no YouTube.

O sistema a laser Peresvet foi apresentado pela primeira vez pelo presidente russo, Vladimir Putin, em 1º de março de 2018 durante seu discurso anual perante as duas câmaras do Parlamento.

Em 19 de julho, o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que os sistemas já tinham entrado em serviço do exército russo e sido instalados nos locais necessários.

Segundo o diretor do Centro da Análise do Comércio Internacional de Armas, Igor Korotchenko, as armas a laser russas como o sistema Peresvet são capazes de combater drones de produção industrial e caseira.

Ele revelou que, em condições atmosféricas favoráveis, quando não há nevoeiro, tempestade de areia e precipitações, ou seja, em condições ideais, os sistemas de combate a laser são bastante eficazes a eliminar drones.

"É uma de suas áreas de intervenção. Quer dizer, no futuro, qualquer base, qualquer estrutura que deva ser protegida deverá potencialmente ser equipada com armas a laser", disse o especialista.




Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas