Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

OTAN reconhece vulnerabilidade aos sistemas da guerra eletrônica russos

Os especialistas da OTAN reconheceram a vulnerabilidade de suas comunicações e infraestrutura digital aos sistemas de guerra eletrônica russos e por isso planejam, em 2019, desenvolver um conceito de proteção contra esses sistemas.


Sputnik

"O potencial de ataques eletrônicos (por exemplo, supressão) e de suporte eletrônico (por exemplo, detecção de alvos) mostram que a infraestrutura de comunicações táticas da OTAN existente é vulnerável aos sistemas de guerra eletrônica russos e enfrentará sérias ameaças", cita o canal russo RT a encomenda de um estudo da OTAN.


Imagem relacionada
Sistema de guerra eletrônica russo Samarkand | Reprodução


Novas pesquisas dedicadas à proteção das comunicações táticas também são necessárias para a OTAN no contexto da eficácia da doutrina militar russa."A doutrina russa, que implica uma combinação de sistemas guerra eletrônica, drones e artilharia para detectar, identificar, localizar e destruir alvos especialmente importantes, provou a sua grande eficácia", diz o documento.

Ao mesmo tempo se sabe que o desenvolvimento das tecnologias de informação permitirá ao exército russo usar sistemas robóticos de guerra eletrônica com elementos de inteligência artificial.

Recordemos que a superioridade dos sistemas de guerra eletrônica russos foi anteriormente reconhecida pelos militares dos EUA, que foram confrontados o funcionamento destes sistemas durante a operação na Síria.

De acordo com uma das versões, a preocupação dos membros da OTAN pode ser causada pelos novíssimos sistemas de guerra eletrônica Samarkand que podem paralisar completamente os sistemas de comunicação da OTAN. O novo sistema é tão secreto que suas características são desconhecidas.

Há apenas sugestões de que o Samarkand será usado ativamente contra meios de ataque aéreo e não permitirá que o inimigo use armas de alta precisão, incluindo mísseis de cruzeiro.

Existe também a opinião de que o sistema Samarkand será usado como camuflagem eletrônica para formar sinais falsos e confundir os sistemas de reconhecimento do inimigo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas