Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

OTAN reconhece vulnerabilidade aos sistemas da guerra eletrônica russos

Os especialistas da OTAN reconheceram a vulnerabilidade de suas comunicações e infraestrutura digital aos sistemas de guerra eletrônica russos e por isso planejam, em 2019, desenvolver um conceito de proteção contra esses sistemas.


Sputnik

"O potencial de ataques eletrônicos (por exemplo, supressão) e de suporte eletrônico (por exemplo, detecção de alvos) mostram que a infraestrutura de comunicações táticas da OTAN existente é vulnerável aos sistemas de guerra eletrônica russos e enfrentará sérias ameaças", cita o canal russo RT a encomenda de um estudo da OTAN.


Imagem relacionada
Sistema de guerra eletrônica russo Samarkand | Reprodução


Novas pesquisas dedicadas à proteção das comunicações táticas também são necessárias para a OTAN no contexto da eficácia da doutrina militar russa."A doutrina russa, que implica uma combinação de sistemas guerra eletrônica, drones e artilharia para detectar, identificar, localizar e destruir alvos especialmente importantes, provou a sua grande eficácia", diz o documento.

Ao mesmo tempo se sabe que o desenvolvimento das tecnologias de informação permitirá ao exército russo usar sistemas robóticos de guerra eletrônica com elementos de inteligência artificial.

Recordemos que a superioridade dos sistemas de guerra eletrônica russos foi anteriormente reconhecida pelos militares dos EUA, que foram confrontados o funcionamento destes sistemas durante a operação na Síria.

De acordo com uma das versões, a preocupação dos membros da OTAN pode ser causada pelos novíssimos sistemas de guerra eletrônica Samarkand que podem paralisar completamente os sistemas de comunicação da OTAN. O novo sistema é tão secreto que suas características são desconhecidas.

Há apenas sugestões de que o Samarkand será usado ativamente contra meios de ataque aéreo e não permitirá que o inimigo use armas de alta precisão, incluindo mísseis de cruzeiro.

Existe também a opinião de que o sistema Samarkand será usado como camuflagem eletrônica para formar sinais falsos e confundir os sistemas de reconhecimento do inimigo.

Comentários

Postagens mais visitadas