Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Para Trump, países vizinhos da Síria podem conter os resquícios do Daesh

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que "países locais", incluindo Turquia, são capazes de lidar facilmente com os membros remanescentes do Daesh na Síria.


Sputnik

A fala do presidente dos EUA se refere ao período após a saída das tropas dos EUA do território sírio.


Trump se reúne com apoiadores na Pensilvânia.
Donald Trump © Sputnik/ Katelyn Oaks

Na quarta-feira (19), Trump anunciou a saída de 2 mil oficiais das tropas norte-americanas do território sírio. Ele justificou a medida afirmando que o Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia, foi derrotado e que esse era o principal objetivo dos EUA.

"Na Síria, nós originalmente ficaríamos lá por três meses, e isso foi há sete anos atrás — nós nunca fomos embora. Quando me tornei presidente o ISIS estava radicalizando. Agora o ISIS está majoritariamente derrotado e outros países locais, incluindo a Turquia, podem facilmente tomar conta do de qualquer coisa que sobrar. Nós estamos voltando para casa!", disse Trump no Twitter.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas