Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Polônia acelera planos de substituição de caças

A Polônia deve acelerar a substituição dos caças RAC MiG-29 e da aeronave de ataque Sukhoi Su-22 da Força Aérea, seguindo as instruções do ministro da Defesa do país.


Poder Aéreo

Mariusz Błaszczak, ministro da Defesa Nacional, declarou repetidamente seu objetivo de remover aeronaves da era soviética do inventário de Varsóvia.

MiG-29 da Polônia

Mas agora Błaszczak instruiu o chefe do estado-maior geral das forças armadas polonesas a acelerar a implementação do programa de substituição de acordo com o requisito Harpia.

A Polônia está buscando aeronaves que possam desempenhar várias funções de combate, incluindo certas operações marítimas e missões de guerra eletrônica.

Segundo o vice-ministro da Defesa, Wojciech Skurkiewicz, “o fim da fase analítica e conceitual do programa Harpia está previsto para o final de fevereiro de 2019. As entregas de novas aeronaves devem começar em 2024.”

Os fundos para a aquisição foram alocados através do plano de modernização militar da Polônia para 2018-2022.

Até que a Polônia ofereça requisitos mais precisos, alguns fabricantes continuarão incertos com qual aeronave responder, se é que precisam. Atualmente, a Boeing pode propor o F-15 ou o F/A-18E/F; a Leonardo, em nome do consórcio Eurofighter, oferecerá o Typhoon; a Lockheed Martin pode lançar o F-16 – seja exemplares atualizados ou aeronaves de nova construção – ou o F-35, enquanto a Saab poderia responder com o Gripen E.

No final de setembro, os Su-22 da Polônia retornaram às operações de vôo, seguidos pelos MiG-29 no início de novembro, após a implementação de boletins de serviço nos motores Klimov RD-33 da aeronave e nos assentos ejetáveis ​​K-36DM.

No entanto, as investigações continuam no acidente fatal de um MiG-29 em julho.

FONTE: FlightGlobal

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas