Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Preparos para guerra? Força Aérea dos EUA simula invasão de território estrangeiro

A Força Aérea dos EUA efetuou grandes manobras simulando invasão de um território estrangeiro, relatou o portal The Drive.


Sputnik

Vários aviões de transporte militares C-17 e C-130 foram detectados voando em linha durante os exercícios Joint Forcible Entry 18 (Entrada Forçada Conjunta) que decorreram no sudoeste dos Estados Unidos, em Nevada, durante a noite, segundo The Drive.


Avião de transporte aéreo,C-130 Hércules, da Força Aérea americana na Conferência Internacional de armamentos e equipamentos militares na base da Força Aérea africana em Pretória
C-130 Hércules da USAF © Sputnik / Valeriy Melnikov

As manobras, realizadas primeiramente pelo Comando de Mobilidade Aérea da Força Aérea americana, visam treinar uma operação em que forças aéreas e terrestres entram em massa no território de um inimigo para montar uma oficina de combate.

Portais de monitoramento de voo, como o portal CivMilAir, divulgaram algumas imagens mostrando os aviões que participaram e que posições ocuparam durante as manobras que decorreram em 8 de dezembro.

No ano passado, o Comando de Mobilidade Aérea efetuou exercícios semelhantes com forças do Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Canadá.

As manobras são uma das mais complexas realizadas pelos EUA e combinam recursos de todos os tipos, incluindo caças, aviões de monitoramento, plataformas de guerra eletrônica, bem como forças terrestres e equipamento que são lançados ou deixados no território de um inimigo, escreve The Drive.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas