Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Rússia rejeita acusações dos EUA sobre descumprimento de tratado nuclear

Governo russo diz que não há provas para as acusações e que verdadeiro objetivo é a retirada americana do tratado. EUA deram 60 dias para que a Rússia volte a cumprir tratado.


France Presse

A Rússia denunciou, nesta quarta-feira (5), as acusações "sem fundamento" dos Estados Unidos, que afirmam que Moscou violou o Tratado INF sobre os mísseis nucleares de médio alcance firmado entre ambos os países em 1987.

Resultado de imagem para Maria Zakharova
Maria Zakharova | Reprodução

"Reiteram acusações sem fundamento", declarou a porta-voz do Ministério russo das Relações Exteriores, Maria Zakharova.

"Não se apresentou qualquer prova das acusações americanas", acrescentou Zakharova, que considerou que o tratado INF é um "ponto-chave da estabilidade e da segurança estratégica internacional".

Já o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, declarou aos jornalistas que "distorceram os fatos para camuflar o verdadeiro objetivo da retirada americana desse tratado".

Ultimato

Na terça-feira, Washington deu à Rússia um prazo de 60 dias para que cumpra "plenamente" o tratado e ameaçou desrespeitá-lo em caso contrário.


"Os Estados Unidos declaram hoje que a Rússia violou substancialmente o tratado, e suspenderemos nossas obrigações (...) em 60 dias, a menos que a Rússia volte a cumpri-lo plenamente e de forma verificável", afirmou o secretário de Estado americano, Mike Pompeo.

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) adotou uma declaração, acusando Moscou de ter violado o tratado e de pôr a segurança euroatlântica em risco.

"A Rússia tem, agora, uma última oportunidade de voltar a cumprir o tratado INF, mas também devemos começar a nos preparar para um mundo sem o tratado", disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, em entrevista coletiva ao fim da reunião.

O prazo de 60 dias corresponde à próxima reunião de ministros da Defesa da Otan, prevista para 14 e 15 de fevereiro.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas