Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Rússia vai instalar base militar na ilha venezuelana de La Orchila

Segundo a agência estatal russa TASS, o alto comando militar daquele país desdobrará aeronaves no Caribe venezuelano


Poder Aéreo

O governo de Vladimir Putin decidiu instalar uma base militar em La Orchila, uma pequena ilha localizada a 200 quilômetros a nordeste de Caracas.

Tu-160 e 4 mísseis de cruzeiro Kh55SM
Bombardeiro Tu-160 e 4 mísseis de cruzeiro Kh55SM

De acordo com a agência estatal russa TASS, o alto comando militar daquele país implantará aeronaves no Caribe venezuelano.

O portal Aporrea interpretou a ação como uma resposta à decisão de Washington de se retirar do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário e também para defender o regime das ameaças dos EUA.

Shamil Garayev, um especialista militar russo, disse que a ideia de Moscou é incluir a Venezuela em missões de aviação de longo alcance.

“Nossos bombardeiros estratégicos não terão que retornar à Rússia todas as vezes, mas também não precisarão de reabastecimento aéreo em uma missão de patrulha nas Américas”, disse ele ao jornal russo Novaya Gozeta.

FONTE: NT24 / COLABOROU: Sérgio Santana

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas