Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

'S-400 é um negócio feito': ministro turco revela motivo da compra do sistema russo

Anteriormente foi relatado que os EUA pretendem oferecer à Turquia uma alternativa ao sistema de defesa antiaérea russo, caso contrário, Washington planeja bloquear o fornecimento dos caças F-35 ao país.


Sputnik

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, a Rússia apresentou a melhor proposta em meio à necessidade de Ancara de adquirir sistemas de defesa antiaérea.


Sistemas de defesa antiaérea russos S-400 Triumph
S-400 Triumph © Sputnik / Mikhail Mokrushin

"S-400 é um negócio já feito. Já finalizamos este acordo e […] compraremos os S-400 da Rússia", disse o ministro.

Ele lembrou que a Turquia tentou, sem sucesso, comprar sistemas Patriot dos EUA nos últimos dez anos.

"Há um ano e meio nós enviamos a última carta a eles [EUA], mas não recebemos nenhuma resposta", observou Cavusoglu.

O ministro destacou que, em perspectiva, a Turquia precisará de mais sistemas de defesa antiaérea.

"Veremos quem fará a melhor oferta", concluiu.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas