Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Merkel: Esforços pelo desarmamento devem incluir EUA, Rússia, UE e China

A declaração da chanceler alemã ocorre em meio a um impasse entre Moscou e Washington, depois que os EUA anunciaram a suspensão do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF).
Sputnik

"O desarmamento é algo que preocupa a todos nós e é claro que ficaríamos felizes se essas conversas fossem realizadas não apenas entre os Estados Unidos, Europa e Rússia, mas também com a China", afirmou Angela Merkel na Conferência de Segurança de Munique, no sábado.


Comentando o assunto, o Ministro da Economia e Energia da Alemanha, Peter Altmaier, observou que o término do acordo poderia levar a uma nova corrida armamentista.

No início de fevereiro, Washington disse que estava suspendendo as obrigações previstas sob o Tratado INF. A Rússia respondeu da mesma maneira. Os EUA disseram que sairiam do tratado em seis meses, a menos que a Rússia voltasse a cumprir o acordo, mas Moscou refuta as alegações de violação do.

Washington também se mostrou favorável a um novo texto envolvendo t…

'S-400 é um negócio feito': ministro turco revela motivo da compra do sistema russo

Anteriormente foi relatado que os EUA pretendem oferecer à Turquia uma alternativa ao sistema de defesa antiaérea russo, caso contrário, Washington planeja bloquear o fornecimento dos caças F-35 ao país.


Sputnik

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, a Rússia apresentou a melhor proposta em meio à necessidade de Ancara de adquirir sistemas de defesa antiaérea.


Sistemas de defesa antiaérea russos S-400 Triumph
S-400 Triumph © Sputnik / Mikhail Mokrushin

"S-400 é um negócio já feito. Já finalizamos este acordo e […] compraremos os S-400 da Rússia", disse o ministro.

Ele lembrou que a Turquia tentou, sem sucesso, comprar sistemas Patriot dos EUA nos últimos dez anos.

"Há um ano e meio nós enviamos a última carta a eles [EUA], mas não recebemos nenhuma resposta", observou Cavusoglu.

O ministro destacou que, em perspectiva, a Turquia precisará de mais sistemas de defesa antiaérea.

"Veremos quem fará a melhor oferta", concluiu.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas