Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

SpaceX coloca em órbita satélite da Força Aérea dos EUA

A companhia SpaceX lançou neste domingo desde Cabo Cañaveral (Flórida) um satélite com uma potente tecnologia GPS da Força Aérea dos Estados Unidos.


EFE

Miami - O satélite Global Positioning System III decolou desde uma plataforma do Complexo 40 da estação de Cabo Cañaveral a bordo do foguete Falcon 9 às 8h51 local (11h51, em Brasília), depois de quatro tentativas frustradas, a última delas no sábado e que teve que ser postergada por causa das más condições de tempo.


Resultado de imagem para SpaceX
Reprodução

O satélite deve começar a orbitar duas horas depois do lançamento, de acordo com a companhia.

O lançamento do GPS III, o número 21 da SpaceX durante 2018, representa o primeiro que a firma privada desenvolve com as Forças Armadas dos EUA.

O GPS III, segundo a empresa, "oferece serviços de posicionamento, navegação e sincronização que respaldam operações vitais dos Estados Unidos e aliados no mundo todo".

Pela natureza da missão, nesta ocasião a companhia não vai recuperar uma parte do foguete para voltar a ser reutilizada, como fez em outras oportunidades ao fazê-lo aterrissar em uma plataforma colocada no oceano.

O lançamento de hoje concretiza-se após quatro tentativas frustradas ao longo desta semana, os dois primeiros ocorridos na terça-feira e quarta-feira passadas, que foram adiados para revisar os sensores do foguete Falcon 9, enquanto na quinta-feira e no sábado o alerta de tornados e os fortes ventos obrigaram a suspender os planos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas