Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Turquia pretende comprar 120 caças F-35 dos EUA

Ancara tem intenção de adquirir 120 caças F-35 norte-americanos de quinta geração, declarou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

"Vamos comprar 120 aeronaves F-35 fabricadas pelos Estados Unidos. Alguns componentes dessas aeronaves são fabricados na Turquia", disse Erdogan em um comício em Istambul transmitido pelo canal NTV.


Caça norte-americano F-35 Lightning II
F-35 Lightning II | CC0

A compra dos caças será realizada no âmbito do programa multinacional de desenvolvimento do F-35 sob a égide dos EUA e ao qual Ancara aderiu em 2002.

Anteriormente, uma transferência dos dois primeiros F-35 à Turquia foi realizada nas instalações da Lockheed Martin em Fort Worth, no estado norte-americano do Texas. No final de outubro, o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, informou que em março de 2019 os EUA entregarão para a Turquia mais dois caças F-35. Um porta-voz do Secretariado da Indústria de Defesa da Turquia disse à Sputnik que as aeronaves entregues a Ancara permanecerão nos Estados Unidos até novembro de 2019 para treinamento dos pilotos turcos.

Previamente, o Congresso dos EUA declarou que pretendia suspender o fornecimento dos caças F-35 à Turquia devidos aos planos de Ancara de adquirir sistemas de defesa antiaérea S-400 da Rússia. Os senadores introduziram no orçamento da defesa uma emenda, segundo a qual o Departamento de Defesa dos EUA deveria elaborar um relatório avaliando potenciais "mudanças significativas" no fornecimento das aeronaves à Turquia. O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, observou que Ancara não vê problemas com o fornecimento dos caças F-35.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas