Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Ucrânia convoca reservistas para treinamentos por 20 dias

Ucranianos aptos a servirem as Forças Armadas do país já estão sendo convocados para treinamentos, informou o serviço de imprensa do Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia em sua página oficial do Facebook.


Sputnik

"Os treinamentos […] dos militares da reserva operacional de primeira categoria em unidades de combate continuarão por 20 dias", informa o comunicado.


Fuzileiros navais dos EUA chegaram à Ucrânia para participar do treinamento das forças armadas
Fuzileiros navais dos EUA na Ucrãnia para treinar militares ucranianos | CC BY 2.0 / Exército dos EUA

Planeja-se também realizar treinamentos de 10 dias nos polígonos das regiões ucranianas de Kherson e Zaporozhie.

"Ressaltamos que todos esses eventos estão sendo planejados de modo que os reservistas tenham a oportunidade de retornar aos seus lares antes do Natal católico para passá-lo com as famílias", acrescentou o Estado-Maior.

Na Ucrânia, as convocações de reservistas começaram devido à lei marcial introduzida em 10 regiões do país por 30 dias logo depois do incidente no estreito de Kerch. A lei limita temporariamente as liberdades e direitos constitucionais dos cidadãos, incluindo o direito de voto e de liberdade de expressão.

Em 25 de novembro, três navios ucranianos violaram a fronteira russa entrando nas águas territoriais do país e realizando manobras perigosas. Como as embarcações ucranianas ignoraram os avisos das autoridades russas, a guarda fronteiriça deteve os navios com 24 tripulantes a bordo. O tribunal abriu um processo criminal contra os marinheiros.

Moscou qualificou o incidente como uma provocação que é explicada pela baixa popularidade do presidente Pyotr Poroshenko nas vésperas das eleições presidenciais.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas