Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

USAF realiza revisão crítica do bombardeiro B-21 Raider

A secretária da Força Aérea dos EUA anunciou em 10 de dezembro que o sistema de armas B-21 Raider – o próximo bombardeiro estratégico da Força Aérea dos EUA – foi submetido a um projeto crítico multidisciplinar e revisão técnica no final de novembro, visando assegurar o design maduro da aeronave à medida que o programa avança para fabricação e teste de voo.


Poder Aéreo

A revisão destaca o progresso significativo alcançado no B-21 desde o início da fase de desenvolvimento de engenharia e fabricação (EMD) há quase três anos. “A Força Aérea está satisfeita com a forma como o programa está avançando”, comentou a secretária da Força Aérea, Heather Wilson. “O programa B-21 Raider está no caminho certo para progredir continuamente nos próximos anos, já que agora passa da fase de projeto para uma fase robusta de manufatura que produzirá nosso primeiro avião de teste B-21.”



O programa é executado pelo Escritório de Capacidades Rápidas da Força Aérea (AFRCO). “Este evento crítico de design é fundamental para amadurecer o design do novo bombardeiro e para identificar os riscos que são consistentes com todos os grandes programas de aquisição em todo o DoD […] Estamos empolgados sobre onde o programa está hoje e estamos buscando gerenciar ativamente o programa para o primeiro voo”, declarou o Diretor Executivo do Programa AFRCO, Randall Walden.

Quando o vice-chefe de gabinete da Força Aérea, general Stephen Wilson, foi perguntado recentemente por que o AFRCO lidera o programa B-21, ele explicou: “Em primeiro lugar, começa com cultura, porque eles são a organização cuja cultura é: ‘eu tenho que entregar capacidade na velocidade da relevância.’ A AFRCO funciona para praticamente todo tipo de programa que podemos fazer. O B-21 está sendo executado no AFRCO e está indo muito bem.”

O bombardeiro B-21 é uma aeronave de longo alcance e altamente resistente capaz de penetrar e operar em futuros ambientes de negação de área (A2D) e antiacesso. A aeronave deve começar a fornecer capacidade inicial em meados da década de 2020.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas