Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Queremos que a Venezuela volte à democracia', diz Bolsonaro a TV dos EUA

Em entrevista à Fox News, o presidente também defendeu o muro para separar EUA do México. Nesta terça, ele vai se encontrar com Donald Trump.
Por G1

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV norte-americana na madrugada desta terça-feira (19) que a Venezuela estará no centro das discussões durante o encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, nesta tarde.

Ao canal Fox News, Bolsonaro reafirmou que o presidente norte-americano mantém "todas as opções na mesa"em relação à Venezuela. "Nós não podemos falar em todas as possibilidades, mas o que for possível de forma diplomática", disse Bolsonaro, segundo tradutor da emissora.

A entrevista foi ao ar com tradução simultânea, e em alguns trechos não foi possível ouvir o que o presidente respondeu. Bolsonaro disse que o Brasil é o país mais interessado em pôr fim ao governo de Nicolás Maduro.

O presidente afirmou que o governo brasileiro está alinhado ao de Trump. "Hoje temos nova ideologia,…

Venezuela alerta os EUA contra interferência após interceptar navio da ExxonMobil

Caracas rejeitou fortemente à resposta de Washington após interceptação de um navio de exploração de petróleo da ExxonMobil pelas autoridades venezuelanas, declarou o Ministério de Relações Exteriores da Venezuela.


Sputnik

Na noite de sábado, o Ministério das Relações Exteriores da Guiana disse que a Marinha Bolivariana da Venezuela havia interceptado um navio de exploração de petróleo que operava dentro das águas territoriais do país sob a bandeira das Bahamas e em nome da corporação de petróleo e gás americana ExxonMobil. Caracas, por sua vez, insistiu que não havia um, mas dois navios de exploração de petróleo, e eles haviam cruzado ilegalmente a fronteira venezuelana.

Navios de guerra da Marinha venezuelana ancoram em Isla de Aves.
Navios da Marinha da Venezuela © AP Photo / Leslie Mazoch

O incidente ocorreu em territórios disputados que são referidos pela Venezuela como Guayana Esequiba. O local é reivindicado também pela Guiana desde o século XIX e fez aumentar as tensões e entre Caracas e Georgetown em 2015, quando a Guiana concedeu uma licença à ExxonMobil para explorar a região rica em petróleo.

O Departamento de Estado dos EUA pediu que a Venezuela "respeitasse" a soberania dos vizinhos.

"O governo da República Bolivariana da Venezuela categoricamente rejeita a declaração do Departamento de Estado dos EUA sobre as ações soberanas em 23 de dezembro pela Marinha Bolivariana para a proteção rigorosa das águas da Venezuela", disse a chancelaria venezuelana em um comunicado.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas