Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

VÍDEO mostra poder de fogo sírio contra grupos terroristas

Nas redes foi publicado um vídeo mostrando o poder de fogo do exército sírio na luta contra os grupos terroristas.


Sputnik

O vídeo mostra o disparo de obuseiros autopropulsados de fabricação russa 2S3 Akatsiya, de 152 mm, causando a explosão simultânea de mais de uma dúzia de projéteis de 43 kg cada, segundo o portal militar russo Russkoe Oruzhie.


Resultado de imagem para 2S3 Akatsiya


Atualmente, as tropas sírias possuem aproximadamente 50 unidades do 2S3 Akatsiya. O sistema 2S3 de 152 mm entrou em serviço no exército soviético no início dos anos 70 é o equivalente ao M109 americano.

Sua designação correta é SO-152, mas no exército russo é habitualmente chamado de Akatsiya (Acácia) e a marca industrial é 2S3.

O veículo tem como base o chassi do Sa-4 Ganef, mas em vez das 7 rodas só tem 6 de cada lado, com o peso de 27.500 kg. O motor consiste em um V-58 V-12 a diesel, desenvolvendo cerca de 520 cv, com velocidade máxima de 60 km/h em estrada, tendo uma autonomia de 500 km.

O veículo já não se encontra em produção, mas ainda é utilizado nos exércitos da Rússia, Argélia, Armênia, Bielorrússia, Cuba, Geórgia, Iraque, Cazaquistão, Líbia, Síria, Vietnã, Ucrânia e Uzbequistão.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas