Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Violações de cessar-fogo são constatadas pela Rússia em zona de desescalada na Síria

Nas últimas 24 horas, membros de grupos armados ilegais violaram o regime de cessar-fogo em 20 áreas na zona de escalada de Idlib, na Síria, informou o Ministério da Defesa da Rússia em um comunicado neste domingo.


Sputnik

"No último dia, terroristas lançaram morteiros em Darh Abu Assad (três vezes), Mamuhiyah (duas vezes), Akch Bair, Ikko, Sandran, Beit Zivan e Kirmil, província de Latakia, Braididj (duas vezes), Tell Bazzam (duas vezes), Tell Marak (duas vezes), Zor Mahruka (duas vezes), Zellakiyat, Kibriya, Mgair, al-Rasif e Achan, província de Hama e no Centro de Ciência e Pesquisa do distrito de Sukkari, na cidade de Aleppo", disse o ministério.


Uma garota caminha perto de um prédio danificado em Maarat Al-Nouman, ao sul de Idlib, Síria (foto de arquivo)
Maarat al-Nouman, Síria © REUTERS / Khalil Ashawi

Segundo o comunicado, um militar sírio foi morto como resultado do ataque dos militantes ao assentamento de Kirmil.

O trabalho de 10 postos de controle destinados ao retorno dos refugiados foi facilitado pelo Centro Russo de Reconciliação Síria no período dado, com um total de 213.362 refugiados retornando ao país a partir do sábado, 29 de dezembro.

A Síria está em estado de guerra civil desde 2011, com as forças do governo lutando contra numerosos grupos de oposição e organizações terroristas. A Rússia, juntamente com a Turquia e o Irã, garantem o regime de cessar-fogo na Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas