Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Brasil: aeronaves AH-11B chegam ao 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque

Em 22 de janeiro, os dois primeiros helicópteros Super Lynx modernizados chegaram às dependências do 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque, onde receberam a denominação de AH-11B.


DefesaNet

A chegada das aeronaves ocorreu dois anos e sete meses após o primeiro helicóptero AH-11A deixar o Complexo Aeronaval de São Pedro da Aldeia rumo à sede da empresa Leonardo Marconi Westland (LMW) em Yeovil, Reino Unido, para o início do processo de modernização.

Chegada dos helicópteros Super Lynx modernizados no Esquadrão HA-1 Foto - CCSM

Fruto de contrato celebrado entre a União Federal, representada pela Diretoria de Aeronáutica da Marinha, e a LMW, os helicópteros receberam novos motores LHTEC CTS800-4N, em substituição aos Rolls-Royce Gem 42 Mk. 1017.

As aeronaves também estão compatibilizadas com o uso de Óculos de Visão Noturna (OVN) e foram contempladas com a inclusão de um Processador Tático, de três novos displays que comporão o Painel Digital, e com diversos equipamentos que serão essenciais para o aprimoramento de sua performance.

Os AH-11B serão peça fundamental para a ampliação da capacidade da Esquadra, otimizando as operações de esclarecimento, de interdição marítima, ações contra ameaças de superfície e de submarinos, assim como, as operações de socorro e ações humanitárias, ao longo da “Amazônia Azul”.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas