Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Caça chinês de 5ª geração J-31 seria uma réplica do caça americano F-35

Novo caça chinês de quinta geração, Shenyang J-31, seria uma réplica do caça norte-americano F-35 Lighting II.


Sputnik

Entretanto, os especialistas não acreditam que a indústria aeronáutica chinesa seja capaz de reproduzir com precisão as tecnologias furtivas do caça F-35 devido ao atraso cientifico e tecnológico dos materiais utilizados pelos chineses.


Caça chinês J-31
Shenyang J-31 © AP Photo / Xinhua, Liu Dawei

Contudo, o J-31 chinês apenas pretende ser semelhante em aparência, apesar de sua menor qualidade, além do preço muito inferior que será oferecido pelos chineses no mercado internacional, o vendendo a países que não conseguem pagar por caças F-35 ou que estão impossibilitados de os comprar por motivos políticos.

O portal militar russo Russkoe Oruzhie ressalta que em 2016 um cidadão americano de origem chinesa foi condenado por espionagem. Na ocasião, ele ajudou um grupo de hackers chineses a penetrar nos servidores da Lockheed Martin e roubar diversas informações confidenciais sobre o caça F-35.

Um fato semelhante teria contribuído para a produção do primeiro caça de quinta geração da China, o Chengdu J-20, sendo que a única diferença seria o uso como protótipos de vários aviões, tais como os americanos F-22 e F-35, além do projeto soviético MiG-1.44.

Apesar das tecnologias utilizadas pela China para produzirem seus caças, os especialistas americanos acreditam que os chineses não utilizarão seus caças J-20 para obterem superioridade aérea, pois para isso as forças chinesas possuem o caça J-11, que é uma réplica do caça soviético Su-27.

O J-20 seria utilizado como avião de ataque armado com mísseis ar-ar de longo alcance, sendo capacitado para atingir aviões de reabastecimento e equipados com AWACS, os aparelhos norte-americanos mais vulneráveis.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas