Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Caça chinês de 5ª geração J-31 seria uma réplica do caça americano F-35

Novo caça chinês de quinta geração, Shenyang J-31, seria uma réplica do caça norte-americano F-35 Lighting II.


Sputnik

Entretanto, os especialistas não acreditam que a indústria aeronáutica chinesa seja capaz de reproduzir com precisão as tecnologias furtivas do caça F-35 devido ao atraso cientifico e tecnológico dos materiais utilizados pelos chineses.


Caça chinês J-31
Shenyang J-31 © AP Photo / Xinhua, Liu Dawei

Contudo, o J-31 chinês apenas pretende ser semelhante em aparência, apesar de sua menor qualidade, além do preço muito inferior que será oferecido pelos chineses no mercado internacional, o vendendo a países que não conseguem pagar por caças F-35 ou que estão impossibilitados de os comprar por motivos políticos.

O portal militar russo Russkoe Oruzhie ressalta que em 2016 um cidadão americano de origem chinesa foi condenado por espionagem. Na ocasião, ele ajudou um grupo de hackers chineses a penetrar nos servidores da Lockheed Martin e roubar diversas informações confidenciais sobre o caça F-35.

Um fato semelhante teria contribuído para a produção do primeiro caça de quinta geração da China, o Chengdu J-20, sendo que a única diferença seria o uso como protótipos de vários aviões, tais como os americanos F-22 e F-35, além do projeto soviético MiG-1.44.

Apesar das tecnologias utilizadas pela China para produzirem seus caças, os especialistas americanos acreditam que os chineses não utilizarão seus caças J-20 para obterem superioridade aérea, pois para isso as forças chinesas possuem o caça J-11, que é uma réplica do caça soviético Su-27.

O J-20 seria utilizado como avião de ataque armado com mísseis ar-ar de longo alcance, sendo capacitado para atingir aviões de reabastecimento e equipados com AWACS, os aparelhos norte-americanos mais vulneráveis.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas