Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

'Cisne branco' no Ártico: Tu-160 realiza voo sobre Extremo Norte russo (VÍDEO)

Bombardeiros estratégicos russos Tu-160, também conhecidos como "cisnes brancos", sobrevoaram o oceano Ártico e os mares de Barents, de Kara e de Laptev por mais de 15 horas.


Sputnik

A gravação, que dura cerca de um minuto, mostra como os aviões cruzam o espetacular céu do Extremo Norte da Rússia.


Um bombardeiro estratégico Tu-160 da Força Aeroespacial russa
Tupolev Tu-160 © Sputnik / Vladimir Sergeev

"Mais uma vez, eles [os Tu-160] demonstraram capacidade de funcionar em qualquer área, em quaisquer condições climáticas", declarou o tenente-general Sergei Kobylash.

O bombardeiro estratégico russo Tu-160 é considerado o maior e mais poderoso avião supersônico na história da aviação militar, bem como a aeronave militar mais pesada. O Tu-160 está em serviço desde 1987 e foi usado pela primeira vez em condições de combate na Síria em 2015.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas