Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Curdos prometem se submeter a Damasco em troca da autonomia

O líder das Unidades de Proteção Popular curdas (YPG) na Síria, Sipan Hemo, ofereceu entregar o controle das terras controladas pelos curdos ao governo sírio em troca da autonomia curda, informou a imprensa neste sábado.


Sputnik

O comandante da milícia curda desembarcou na base russa de Hmeimim no oeste da Síria, dias após o presidente dos Estados Unidos ter anunciado a retirada das tropas do país, informou Asharq al-Awsat.


Membros das Unidades de Proteção do Povo do Curdistão (YPG) monitoram as posições do grupo do Estado Islâmico (Daesh) na cidade síria de Ras al-Ain, perto da fronteira turca em 13 de março de 2015
Curdos do YPG © AFP 2018 / DELIL SOULEIMAN

Hemo então viajou para Damasco para dizer às autoridades sírias que as YPG estariam prontas para abandonar o controle da fronteira sírio-turca. Em seguida, o militar viajou para Moscou, em 29 de dezembro.

Na Rússia, o líder curdo pediu por garantias e sugeriu que Moscou retomasse a discussão de uma proposta de constituição para a Síria, que garantiria o direito de autodeterminação dos curdos.

Logo antes dessa viagem, a cidade de Manbij foi entregue por curdos ao exército sírio, em 28 de dezembro. O evento foi confirmado pelo governo sírio e pelas forças curdas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas