Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Drone americano faz missão de reconhecimento perto da Crimeia

Um drone espião estratégico Global Hawk RQ-4B-30 da Força Aérea dos Estados Unidos realizou na segunda-feira (7) uma missão de reconhecimento ao longo da costa da Crimeia, informou o portal de monitoramento PlaneRadar no Twitter.


Sputnik

De acordo com o portal, o VANT decolou de manhã da base aérea de Sigonella, na Itália, e seguiu para a linha de demarcação em Donbass. Na noite do mesmo dia, o veículo aéreo começou um voo de reconhecimento ao longo da costa russa do mar Negro e se aproximou do litoral na região de Sevastopol, a uma distância de 33 quilômetros. Finalmente, às 23h no horário de Moscou (20h em Brasília), dirigiu-se para o aeródromo de origem.


RQ-4 Global Hawk drone
RQ-4 Global Hawk | Northrop Grumman

No mesmo dia, uma aeronave antissubmarino e de reconhecimento da Marinha dos EUA, um Boeing P-8A Poseidon, também foi vista perto da costa da Crimeia. Ela completou a missão às 22h50, horário de Moscou (19h50 em Brasília).

Recentemente, a atividade de aeronaves de reconhecimento e drones estrangeiros perto das fronteiras da Rússia aumentou. Estes aviões foram avistados tanto na região da Crimeia e de Krasnodar, como perto das fronteiras ocidentais do país.

O Ministério da Defesa russo pediu repetidamente a Washington que abandone tais operações, mas o Pentágono recusa fazê-lo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas