Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Embaixadas confirmam morte de britânico e americano em ataque em Nairóbi

Um britânico e um americano estão entre as 14 vítimas mortais do ataque cometido ontem a um luxuoso complexo hoteleiro de Nairóbi, informaram nesta quarta-feira as embaixadas de ambas as vítimas mortais.


EFE

Nairóbi - "Lamento confirmar que acreditamos que pelo menos um cidadão britânico foi assassinado no ataque. Estamos dando todo o apoio à família e amigos neste momento difícil", disse o embaixador britânico, Nic Haley, em mensagem gravada e divulgada em sua conta do Twitter.


EFE/ Dai Kurokawa
EFE/ Dai Kurokawa

Da mesma maneira se expressou o diplomata americano, Bob Godec, ao confirmar a morte de um homem americano.

"Estamos dando assistência à família da vítima e a outros cidadãos americanos que foram afetados", afirmou Godec nessa mesma rede social.

Ambas as embaixadas informaram que apoiaram as autoridades quenianas durante o ataque, que começou ontem por volta das 15h local (9h, em Brasília) e acabou hoje por volta das 9h30 local (3h30, em Brasília) com a morte de todos os envolvidos e de 14 das vítimas, segundo o Governo.

O ataque foi realizado com o uso de explosivos, rifles de assalto e um terrorista suicida no complexo localixado na rua 14 Riverside no bairro de Westlands, onde estão vários negócios e restaurantes e o luxuoso hotel DusitD2, um lugar frequentado por homens de negócios e onde empresas e organismos realizam diariamente conferências e reuniões.

Os trabalhos de resgate e recuperação de corpos ainda seguem em andamento.

O grupo jihadista Al Shabab reivindicou ontem a autoria do ataque.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas