Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

EUA vão pôr fim a operações militares que não recebem apoio suficiente de outros países

O presidente americano, Donald Trump, afirma que os Estados Unidos pretendem pôr fim às operações militares para as quais não recebem suficiente assistência financeira e militar de outros países desenvolvidos.


Sputnik

O mandatário estadunidense anunciou esses planos através de uma postagem na sua conta do Twitter.


Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Al Tanf, no sul da Síria
Mlitares dos EUA ao lado de terroristas na Síria © AP Photo / Hammurabi's Justice News

"As guerras sem fim, especialmente aquelas travadas devido a decisões erradas tomadas há muitos anos, e aquelas em que não recebemos suficiente assistência financeira ou militar por parte dos países ricos que se beneficiam bastante do que fazemos, terminarão finalmente"

Em 19 de dezembro, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou a vitória sobre o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) na Síria e anunciou a retirada de cerca de 2 mil soldados atualmente deslocados naquele país.

Desde 2014, os Estados Unidos e seus aliados realizam uma operação contra o Daesh no Iraque e na Síria. No entanto, na Síria suas tropas operam sem permissão das autoridades do país, que consideram tais ações como ocupação. Os militares americanos no país, junto com as Forças Democráticas da Síria, controlam territórios no leste e no nordeste, ricos em recursos naturais.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas