Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Exército israelense declara ter interceptado míssil lançado da Síria

Os militares israelenses interceptaram um míssil lançado contra a parte das Colinas de Golã controlada por Israel, na fronteira com a Síria, informou o serviço de imprensa do exército israelense.


Sputnik

"Ainda há pouco, um míssil lançado contra a parte norte das Colinas de Golã foi interceptado pelo sistema de defesa antiaérea Cúpula de Ferro", lê-se no comunicado.


Um foguete foi disparado no norte das Colinas de Golan e foi interceptado pelo Sistema de Defesa Aérea do Iron Dome | Israel Defense Forces

O comunicado foi publicado logo após a Síria ter anunciado a intercepção de um ataque aéreo de Israel contra o sul do país.

Anteriormente, a televisão estatal síria informou que os sistemas de defesa antiaérea da Síria repeliram um ataque de Israel contra o sul do país.

Israel ocupou as Colinas de Golã durante a Guerra dos Seis Dias com a Síria em 1967 e anexou o território em 1981.

Desde então, a soberania sobre a área tem sido o principal tema nas discussões sobre os direitos territoriais de Israel na região. Antes da guerra, a área pertencia à Síria e hoje a ONU a considera "território ocupado", enquanto Israel a define como "território disputado".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas