Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

França faz pedido ao Irã: 'pare todas as atividades com mísseis balísticos'

A França pediu nesta sexta-feira ao Irã que pare imediatamente todas as atividades ligadas a mísseis balísticos que podem transportar armas nucleares, depois que Teerã anunciou que poderia colocar dois satélites em órbita nas próximas semanas.


Sputnik

"A França lembra que o programa de mísseis iranianos não está em conformidade com a Resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU", informou Agnes von der Muhll, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, a repórteres.


Sistema de defesa antiaérea de mísseis do Irã
© AP Photo / Ministério da Defesa do Irã

"[A França] apela ao Irã para que cesse imediatamente todas as atividades relacionadas a mísseis balísticos destinadas a transportar armas nucleares, incluindo testes usando tecnologia de mísseis balísticos", complementou.

Von der Muhll estava respondendo aos comentários do presidente iraniano Hassan Rouhani na quinta-feira, que disse que dois satélites seriam enviados ao espaço usando mísseis feitos pelo Irã.

Nesta semana, o chanceler iraniano Mohammed Javad Zarif garantiu que o Irã não viola a Resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU ao fazer esses lançamentos.

De 2009 a 2015, o Irã conseguiu colocar quatro satélites em órbitas com a ajuda dos portadores Safir e de 2016 a 2017 realizou dois lançamentos experimentais de operadoras Simorgh.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas