Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Hackers vazam logins da Abin e Ministério da Defesa em protesto contra PF

A Polícia Federal deflagrou nesta semana a Operação Copyright, que visa desmembrar esquemas de pirataria digital envolvendo filmes, músicas, séries e jogos. Como o próprio nome da operação indica, a ideia é estancar o dinheiro perdido de grandes marcas que têm seus produtos pirateados.


Por Felipe Payão | Tecmundo

Hoje (18), um documento no Pastebin assinado pelo hacker “Sr. Storm” entregava credenciais de acesso de domínios para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Ministério da Defesa (MD) e para o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) em protesto contra a Operação Copyright, afirma o Defcon Lab. No total, são 351 credenciais.


dados

O Ministério da Defesa foi hackeado em setembro de 2018 por uma célula Anonymous brasileira

Anteriormente, um vazamento já compilou credenciais de diversos sistemas públicos e privados brasileiros. Além disso, o Ministério da Defesa foi hackeado em setembro de 2018 por uma célula Anonymous brasileira. Acredita-se que as credenciais publicadas hoje seriam um “subproduto” destes vazamentos anteriores.

Em um documento no Ghostbin, o hacker escreveu que a “motivação do leak é uma represália” no que toca a Polícia Federal. “Isso nos leva a crer que a GDPR atualmente ativa na Europa possa entrar em vigor também no Brasil acabando com a liberdade de expressão e a privacidade”, afirma o hacker.

É preciso notar que a GDPR vai chegar de forma oficial ao Brasil em 2020.

Comentários

Postagens mais visitadas