Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Hezbollah diz poder retaliar contra Israel em caso de novos ataques aéreos contra Síria

O movimento xiita Hezbollah sediado no Líbano não descartou adotar medidas de retaliação em caso de novo ataque aéreo de Israel contra o território sírio, afirmou o secretário-geral do movimento, Hassan Nasrallah.


Sputnik

O líder do Hezbollah declarou que o movimento, o Irã e a Síria – membros da aliança anti-israelense Eixo da Resistência – poderiam responder à agressão de Tel Aviv, sublinhando que suas capacidades não devem ser subestimadas.


Veículo militar com as bandeiras da Síria e do Hezbollah
Veículo militar com as bandeiras da Síria e do Hezbollah © REUTERS / Omar Sanadiki

"Existe a possibilidade de que tomemos uma decisão sobre várias medidas de resposta à agressão israelense, porque o que aconteceu na última vez [na Síria] foi muito perigoso", disse Nasrallah no sábado (26) à emissora libanesa Al-Mayadeen.

Nos últimos dias Israel realizou três ataques aéreos contra alegados alvos iranianos na Síria. Pelo menos quatro militares sírios foram mortos e outros seis ficaram feridos nos ataques aéreos.

O Hezbollah tem apoiado o governo sírio em sua luta contra grupos terroristas desde 2012 a pedido de Damasco. Nasrallah afirmou repetidamente que as tropas do Hezbollah estão prontas para deixar a Síria imediatamente depois de o governo sírio lhes pedir para fazê-lo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas