Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Irã alerta Estados Unidos que reagirá mais duramente aos drones

O Irã alertou este domingo que reagirá mais duramente se houver novas invasões de aviões não-tripulados norte-americanos em seu espaço aéreo, depois de aviões iranianos realizarem disparos de advertência contra um desses drones dos Estados Unidos no dia 1º de novembro.


France Presse


Teerã - "Disparamos. Foi um disparo de advertência. Se voltarem a fazer o mesmo, que se preparem para uma reação ainda mais dura", declarou o general Amir Ali Hadyizadeh, comandante da força aérea e espacial dos Guardas da Revolução, um grupo de elite do Irã.

Resultado de imagem para mq-1 predator
Drone norte-americano MQ-1 Predator

O ministro de Defesa iraniano confirmou na sexta-feira as acusações do Pentágono, segundo as quais dois aviões de combate iranianos abriram fogo contra um avião teleguiado (drone) norte-americano no Golfo Pérsico.

Aviões Su-25 iranianos "Frogfoot" dispararam contra um drone norte-americano MQ-1, mas não acertaram o alvo, denunciou um porta-voz do Pentágono, George Little, insistindo que o aparato norte-americano não tinha invadido o espaço aéreo iraniano.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas