Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Irã se vangloria de novo tanque e o iguala aos melhores do mundo

Segundo a agência de notícias Tasnim, a produção do novo tanque iraniano foi anunciada em 2017 e o veículo é baseado nos modelos dos anos 70.


Sputnik

O mais novo modelo nacional iraniano, o tanque Karrar, é considerado do nível de outros tanques produzidos por potências militares, além disso, o tanque foi desenvolvido a partir da plataforma do tanque russo T-72. O Karrar deve ser entregue ao Exército e ao Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC) do Irã.


Tanque Karrar, fabricado pelo Irã
Tanque iraniano Karrar © AP Photo / Iranian Defense Ministry

Ultimamente, o Irã está desenvolvendo inúmeros sistemas de armas, incluindo mísseis balísticos, além de aperfeiçoar sua força naval e força aérea, conforme a agência de notícias Tasnim.

"Nos últimos anos, os especialistas e técnicos militares iranianos fizeram um grande progresso no desenvolvimento de inúmeros equipamentos de fabricação nacional, tornando as forças armadas alto-suficientes na área de armamentos", segundo relatório.

O ex-ministro da Defesa iraniana, Hossean Dehqan, declarou ao Shabestan News que o tanque é de alto nível, podendo ser comparado ao tanque russo T-90.

O tanque deve possuir um sistema de controle de disparo eletro-óptico e a habilidade de disparar em alvos que estejam em movimento tanto durante o período noturno e diurno, além de ser capaz de disparar mísseis com orientação laser.

Assim como o T-90, ele possui um canhão de 125 mm, além de uma suposta blindagem efetiva contra lançadores de granada propulsada RPG-7 ou similares.

O Irã pretende construir cerca de 800 unidades que deverão compor suas Forças Armadas.

Além do tanque, o Irã já construiu seus próprios caças e novos navios, mesmo apesar dos obstáculos encontrados durante a fabricação nacional de equipamentos militares.

O país, que tem como principais oponentes os EUA e grupos terroristas como o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países), mostra que está avançando tecnologicamente e desenvolvendo equipamentos militares de alto nível.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas