Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Israel anuncia testes bem-sucedidos de sistema de defesa antimíssil avançado

Israel anunciou ter testado com êxito o sistema de defesa antimíssil Arrow 3, capaz de interceptar mísseis balísticos fora de atmosfera, comunicou o jornal The Times of Israel.


Sputnik

Nesta terça-feira (22), o Ministério da Defesa de Israel chamou os testes do míssil antibalístico exoatmosférico Arrow 3 (Seta 3) de "acontecimento importante" para a capacidade israelense de se defender contra "ameaças existentes e futuras na região".


Sistema de defesa antimíssil israelense Arrow 3
Lançamento de míssil Arrow 3 © AP Photo/ Israel Aircraft Industries

O Arrow-3 é parte do sistema de vários níveis desenvolvido por Israel para se defender de foguetes e mísseis de curto e médio alcance lançados da Faixa de Gaza e do Líbano, bem como de mísseis iranianos de longo alcance. Ele já incorpora os sistemas Iron Dome, David's Sling e Arrow-2, comunicou o jornal.

O Arrow-3 foi elaborado pela empresa Israel Aerospace Industries, fabricante israelense de aeronaves militares e civis, e pela corporação norte-americana Boeing. O míssil se tornou operacional em janeiro de 2017. Israel já posicionou o Arrow para resistir aos mísseis sírios.

O teste do Arrow 3 teve lugar apenas um dia depois do ataque israelense contra supostos alvos iranianos no território sírio.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas