Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Israel atacou vários sistemas de defesa aérea Pantsir-S1 na Síria (VIDEOS)

As Forças de Defesa de Israel (IDF) confirmaram que atacaram várias das baterias de defesa aérea Pantsir-S1 das Forças Armadas sírias em Damasco, no dia 21 de janeiro


Poder Aéreo

Em 21 de janeiro, a IDF afirma ter atingido alvos iranianos e sírios em Damasco, incluindo o avançado sistema de defesa aérea Pantsir-S1.


As IDF disseram que a operação durante a madrugada teve como alvo a Força de Quds de elite da Guarda Revolucionária Iraniana, bem como as defesas aéreas sírias. Quatro pessoas morreram.

“Durante o nosso ataque, dezenas de mísseis terra-ar sírios foram lançados, apesar de avisos claros para evitar esse tipo de reação. Em resposta, também atacamos várias baterias de defesa aérea das Forças Armadas sírias”, disse o comunicado militar.

Além disso, militares israelenses divulgaram imagens mostrando os vários sistemas de defesa antimísseis Pantsir-S1 (SA-22, de acordo com a designação da Otan) de fabricação russa atingidos diretamente durante um ataque aéreo israelense na Síria.

O Pantsir-S1 é um sistema de mísseis/canhões combinados e avançados, de fabricação russa, do tipo móvel em caminhões 8×8. O sistema de arma transportável/SAM inclui até 12 mísseis superfície-ar dispostos em dois grupos de 6 tubos na torre e um par de canhão de 30 mm.

Este não é o primeiro caso em que a Força Aérea Israelense destrói o sistema Pantsir-S1 com impunidade.

Em 10 de maio de 2018, caças israelenses atingiram vários alvos militares na Síria, incluindo o sistema russo Pantsir-S1.



Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas