Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Israel envia 130 militares ao Brasil para ajudar em operações de busca

Israel enviou ao Brasil uma expedição de resgate de 130 soldados de várias especialidades para ajudar nas buscas de desaparecidos depois do rompimento de uma barragem de rejeitos na cidade mineira de Brumadinho, segundo informa um comunicado de imprensa do Exército israelense.


Sputnik

Um avião com a equipe de resgate, médicos, bombeiros, engenheiros e mergulhadores decolou neste domingo (27) de Tel Aviv em direção ao Brasil para chegar ao destino em 14 horas.


130 soldados das FDI acabam de decolar para o Brasil. Salvar vidas não tem que ver com a distância, mas até onde você está disposto a ir

"Por ordem do governo, a delegação de resgate das Forças de Defesa de Israel embarcou para a região de destruição da barragem no Brasil e inclui cerca de 130 soldados e oficiais do serviço ativo e da reserva", diz o comunicado.

A principal tarefa dos militares é a busca e resgate de sobreviventes depois do desastre que atingiu a cidade mineira na tarde de sexta-feira (25). Os israelenses pretendem usar veículos aéreos não tripulados, radares subaquáticos e equipamentos para detecção de pessoas através do sinal de celular.

O acordo sobre o envio da equipe de resgate israelense foi alcançado na véspera durante uma conversa telefônica entre o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais registrou, até o final da tarde do sábado (26), 40 mortes em decorrência do rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora Vale. As operações de resgate podem continuar por várias semanas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas