Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Queremos que a Venezuela volte à democracia', diz Bolsonaro a TV dos EUA

Em entrevista à Fox News, o presidente também defendeu o muro para separar EUA do México. Nesta terça, ele vai se encontrar com Donald Trump.
Por G1

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV norte-americana na madrugada desta terça-feira (19) que a Venezuela estará no centro das discussões durante o encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, nesta tarde.

Ao canal Fox News, Bolsonaro reafirmou que o presidente norte-americano mantém "todas as opções na mesa"em relação à Venezuela. "Nós não podemos falar em todas as possibilidades, mas o que for possível de forma diplomática", disse Bolsonaro, segundo tradutor da emissora.

A entrevista foi ao ar com tradução simultânea, e em alguns trechos não foi possível ouvir o que o presidente respondeu. Bolsonaro disse que o Brasil é o país mais interessado em pôr fim ao governo de Nicolás Maduro.

O presidente afirmou que o governo brasileiro está alinhado ao de Trump. "Hoje temos nova ideologia,…

Israel revoga venda de caças F-16 à Croácia sob pressão dos EUA

Israel notificou oficialmente a Croácia sobre a impossibilidade de cumprir o contrato sobre o fornecimento de caças F-16 por causa da posição norte-americana, comunicou o Ministério da Defesa da Croácia.


Sputnik

Em março de 2018, a Croácia anunciou que Israel venceu a licitação sobre o fornecimento de caças, oferecendo as melhores condições. O contrato de US$ 500 milhões (R$ 1,93 bilhões) previa a venda de 12 caças usados F-16 Barak. Mas os EUA acabaram por bloquear a transação, chamada na Croácia de "negócio do século".


Caça israelense F-16 (foto de arquivo)
CC BY-SA 2.0 / Rob Schleiffert / F-16I Israe

"Infelizmente, não foi recebida autorização necessária dos EUA quanto ao fornecimento dos caças israelenses F-16 Barak à República da Croácia", informou o ministro da Defesa croata Damir Krsticevic depois do encontro com o diretor-geral do Ministério da Defesa israelense Udi Adam nesta quinta-feira (10).

A licitação de caças foi anunciada pela Croácia em 2017. Entre os participantes estavam a Grécia, Suécia, Israel e os EUA. Israel se tornou um concorrente direto dos EUA e acabou por não conseguir vender estes aparelhos a um país terceiro sem a autorização do país produtor.

Segundo o acordo provisório, Israel devia vender os caças F-16 Barak modernizados por Israel, mas os EUA exigiram retirar as melhorias israelenses. Os F-16 usados deviam substituir os obsoletos MiG-21 de produção soviética na Força Aérea da Croácia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas