Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Israel revoga venda de caças F-16 à Croácia sob pressão dos EUA

Israel notificou oficialmente a Croácia sobre a impossibilidade de cumprir o contrato sobre o fornecimento de caças F-16 por causa da posição norte-americana, comunicou o Ministério da Defesa da Croácia.


Sputnik

Em março de 2018, a Croácia anunciou que Israel venceu a licitação sobre o fornecimento de caças, oferecendo as melhores condições. O contrato de US$ 500 milhões (R$ 1,93 bilhões) previa a venda de 12 caças usados F-16 Barak. Mas os EUA acabaram por bloquear a transação, chamada na Croácia de "negócio do século".


Caça israelense F-16 (foto de arquivo)
CC BY-SA 2.0 / Rob Schleiffert / F-16I Israe

"Infelizmente, não foi recebida autorização necessária dos EUA quanto ao fornecimento dos caças israelenses F-16 Barak à República da Croácia", informou o ministro da Defesa croata Damir Krsticevic depois do encontro com o diretor-geral do Ministério da Defesa israelense Udi Adam nesta quinta-feira (10).

A licitação de caças foi anunciada pela Croácia em 2017. Entre os participantes estavam a Grécia, Suécia, Israel e os EUA. Israel se tornou um concorrente direto dos EUA e acabou por não conseguir vender estes aparelhos a um país terceiro sem a autorização do país produtor.

Segundo o acordo provisório, Israel devia vender os caças F-16 Barak modernizados por Israel, mas os EUA exigiram retirar as melhorias israelenses. Os F-16 usados deviam substituir os obsoletos MiG-21 de produção soviética na Força Aérea da Croácia.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas