Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Maduro diz que responsabilizará Trump pela violência que pode se instalar na Venezuela

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse que seu o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, será responsável pela violência que pode se instalar na Venezuela.


Sputnik

"Eu nomeio como responsável por qualquer violência que possa surgir na Venezuela o presidente Donald Trump", disse Maduro à rádio e TV nacionais.


Nicolás Maduro, presidente de Venezuela
Nicolás Maduro © REUTERS / Adriana Loureiro

Mais cedo, os Estados Unidos impuseram o bloqueio de US$ 7 bilhões (R$ 26,3 bilhões) em ativos da petrolífera venezuelana estatal PDVSA. As sanções foram anunciadas pelo secretário de Tesouro, Steven Mnuchin, e pelo conselheiro de segurança nacional, John Bolton.

Nesta segunda, Mnuchin determinou que as pessoas que operam no setor de petróleo da Venezuela estão sujeitas às sanções americanas.

"O caminho para aliviar sanções para a PDVSA é pela rápida transferência de controle ao presidente interino ou um subsequente governo democraticamente eleito que está comprometido a tomar ações concretas e significativas para combater a corrupção", afirmou o secretário do Tesouro em declaração na Casa Branca.

Bolton estimou que as sanções vão custar US$ 11 bilhões (R$ 41,3 bi) em perdas com exportações à Venezuela no próximo ano.

Comentários

Postagens mais visitadas