Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Marinha vai investigar morte de fuzileiro naval em Brasília

Jovem de 22 anos teve parada cardiorrespiratória na quinta-feira (17). Corpo será enterrado neste domingo, em Januária (MG).


Por G1 DF

A Marinha do Brasil disse que aguarda a realização da autópsia no corpo do fuzileiro naval Miquéias Gabriel Ferreira Belém para saber a causa da morte do soldado de 22 anos. O militar teve uma parada cardiorrespiratória na noite de quinta-feira (17), no Hospital Naval de Brasília.

Miquéias Gabriel Ferreira entrou na Marinha em 2017 — Foto: Divulgação
Miquéias Gabriel Ferreira entrou na Marinha em 2017 — Foto: Divulgação

Segundo a Marinha, o jovem "se encontrava em atendimento médico queixando-se de dores abdominais". Um procedimento administrativo já foi aberto. O corpo de Miquéias será enterrado neste domingo (20), em Januária, Minas Gerais.

Um parente do militar, que não quis se identificar, disse ao G1 que ele deu entrada no Hospital Naval na quarta-feira (16) com dores no estômago e foi liberado após receber medicação. “No outo dia, ele retornou sentindo os mesmos sintomas e faleceu", afirmou.

Miquéias estava na Marinha desde 2017. “Ele sonhou muito em entrar na Marinha e era um menino muito bom, trabalhador e um ótimo militar. Nós estamos sofrendo muito. Ainda não decidimos se vamos entrar com alguma ação contra a Marinha que nos informou que as circunstâncias da morte serão apuradas”, disse o familiar.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas