Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Militares dos EUA e Estônia treinam juntos para combater na neve

Soldados dos Estados Unidos e da Estônia estão passando por um treinamento de duas semanas no norte da Finlândia, para serem capazes conduzir operações de combate na neve.


Sputnik

As informações sobre os exercícios militares conjuntos foram divulgadas pela companhia estatal de rádio e televisão YLE.


Militares americanos durante a demonstração de material militar e armamento da OTAN
Militares norte-americanos © Sputnik / Stanislav Savelyev

"As Forças Armadas dos EUA e da Estônia praticaram esta semana combates em condições de inverno nevado no norte da Finlândia, em Sodankyla. Durante a instrução, os soldados aprendem, por exemplo, a sair de buracos no gelo em equipamento de combate completo e calçando esquis. Além disso, eles treinam várias técnicas de esqui. O curso de operações militares no inverno começa na segunda-feira [7] e dura até 20 de janeiro", destaca.

Vale destacar que os militares norte-americanos participam dos exercícios em Sodankyla desde 2014, enquanto os soldados estonianos tomam parte desse evento pela primeira vez. Assim, cerca de uma dúzia de soldados americanos e quatro soldados estonianos treinam técnicas de combate na neve, com temperaturas negativas.

Juntamente com os estrangeiros, o treinamento abrange militares das forças de defesa e guarda fronteiriça da Finlândia, bem como reservistas finlandeses.

Ultimamente, políticos dos países bálticos vêm denunciando o alegado crescimento da "ameaça" russa. Em 2016, durante a cúpula da OTAN em Varsóvia, foi tomada a decisão de posicionamento de contingentes militares da Aliança na Letônia, Lituânia, Estônia e Polônia.

Por sua vez, Moscou desmentiu repetidamente essa "ameaça", afirmando que não pretende atacar nenhum país da OTAN, mas que a Aliança aproveita a desinformação para aumentar sua presença perto de suas fronteiras orientais.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas