Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Militares dos EUA e Estônia treinam juntos para combater na neve

Soldados dos Estados Unidos e da Estônia estão passando por um treinamento de duas semanas no norte da Finlândia, para serem capazes conduzir operações de combate na neve.


Sputnik

As informações sobre os exercícios militares conjuntos foram divulgadas pela companhia estatal de rádio e televisão YLE.


Militares americanos durante a demonstração de material militar e armamento da OTAN
Militares norte-americanos © Sputnik / Stanislav Savelyev

"As Forças Armadas dos EUA e da Estônia praticaram esta semana combates em condições de inverno nevado no norte da Finlândia, em Sodankyla. Durante a instrução, os soldados aprendem, por exemplo, a sair de buracos no gelo em equipamento de combate completo e calçando esquis. Além disso, eles treinam várias técnicas de esqui. O curso de operações militares no inverno começa na segunda-feira [7] e dura até 20 de janeiro", destaca.

Vale destacar que os militares norte-americanos participam dos exercícios em Sodankyla desde 2014, enquanto os soldados estonianos tomam parte desse evento pela primeira vez. Assim, cerca de uma dúzia de soldados americanos e quatro soldados estonianos treinam técnicas de combate na neve, com temperaturas negativas.

Juntamente com os estrangeiros, o treinamento abrange militares das forças de defesa e guarda fronteiriça da Finlândia, bem como reservistas finlandeses.

Ultimamente, políticos dos países bálticos vêm denunciando o alegado crescimento da "ameaça" russa. Em 2016, durante a cúpula da OTAN em Varsóvia, foi tomada a decisão de posicionamento de contingentes militares da Aliança na Letônia, Lituânia, Estônia e Polônia.

Por sua vez, Moscou desmentiu repetidamente essa "ameaça", afirmando que não pretende atacar nenhum país da OTAN, mas que a Aliança aproveita a desinformação para aumentar sua presença perto de suas fronteiras orientais.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas