Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Ministro colombiano: autor do atentado em Bogotá foi guerrilheiro do ELN desde 1994

O autor do atentado em Bogotá, José Aldemar Rojas Rodríguez, era um especialista em explosivos que fazia parte da organização guerrilheira Exército de Libertação Nacional (ELN) desde 1994, informou o ministro da Defesa colombiano, Guillermo Botero.


Sputnik

"Foi possível estabelecer que desde 1994 [José Rojas] desempenhou papel de miliciano do ELN", esclareceu o ministro da Defesa em uma coletiva de imprensa. 


Uma vigília à luz de velas para honrar as vitimas da explosão do carro-bomba, em Bogotá, Colômbia
© REUTERS / Luisa Gonzalez

O atentado passou pelo menos dez meses sendo arquitetado, acrescentou o ministro.

"Em 2015, esta pessoa tentou ser incluso na lista de membros das FARC [Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia], mas foi categoricamente rejeitado pelos mesmos membros das FARC que queriam se acolher em um pacto de paz", que estava sendo negociado na época e seria assinado em 2016, explicou Botero.

O ministro declarou também a sua solidariedade para com as famílias das pessoas falecidas em resultado do atentado em Bogotá.

Em 17 de janeiro, um carro-bomba explodiu na Escola de Cadetes da Polícia General Santander, em Bogotá, causando 21 mortes, entre eles o responsável do ataque, e 68 feridos. O condutor do carro-bomba, José Aldemar Rojas Rodríguez, de 56 anos, explodiu 80 kg de pentolite. As vítimas do ataque terrorista estão sendo identificadas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas