Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Navios da Marinha russa escoltam destróieres americanos no mar Báltico

Embarcações da Frota do Mar Báltico da Marinha da Rússia estão escoltando os destróieres estadunidenses Gravely e Porter que acabaram de entrar na zona sul do mar Báltico.


Sputnik

Segundo informou centro de controle de defesa nacional, duas corvetas russas efetuam vigilância de navios de guerra americanos que estão passando perto das águas territoriais da Rússia.


Resultado de imagem para Boiky
Corveta russa Boiky | Reprodução

"Forças da Frota do Mar Báltico estão levando Gravely and Porter, os destróieres da Marinha dos EUA que entraram na zona sul do mar Báltico, sendo escoltados. As corvetas Boiky e Soobrazitelny da Marinha russa estão monitorando as ações dos navios americanos."

Na semana passada, o centro de controle de defesa nacional também comunicou que a Frota do Mar Negro da Rússia está monitorando o destroier dos EUA, Donald Cook, que estava no mar. O destroier está sendo protegido pela fragata Pytlivy da Rússia e rastreado a partir de recursos de vigilância eletrônica e técnica, acrescentou o centro.

As corvetas russas do projeto 20380 possuem um considerável arsenal de armamentos de ataque, defesa antiaérea e luta antissubmarino.

Comentários

Postagens mais visitadas