Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Netanyahu declara prontidão em retaliar qualquer um que ameace segurança de Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta segunda-feira (21) que Israel está pronto para retaliar qualquer país que ameace a segurança do Estado judeu.


Sputnik

No domingo (20), as Forças de Defesa de Israel (IDF) anunciaram ter atingido instalações militares iranianas na Síria, incluindo armazéns de armas perto do Aeroporto Internacional de Damasco, um centro de inteligência e um campo de treinamento, em resposta a ataque com mísseis às Colinas de Golã.


Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, visita um posto militar durante uma visita ao Monte Hermon, nas Colinas de Golã (foro de arquivo)
Benjamin Netanyahu © AP Photo / Baz Ratner

"Estamos combatendo o Irã e as forças sírias que apoiam a agressão iraniana. Quem tentar nos machucar, será machucado por nós. Quem ameaçar nos destruir, suportará toda a responsabilidade [de suas ameaças]", declarou Netanyahu na inauguração do Aeroporto Internacional Ramon.

"Nós não vamos ignorar esses atos agressivos, com Irã tentando se reforçar militarmente na Síria e declarando explicitamente que pretende destruir Israel", acrescentou Netanyahu.

Israel tem se posicionado contra a presença militar iraniana na Síria, preocupando-se com a possibilidade de Teerã alcançar uma maior influência na região.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas