Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Por que Filipinas estão amedrontadas com desejo chinês de comprar ex-base naval americana?

Depois da falência de um estaleiro localizado em uma antiga base naval dos EUA conhecida como Subic Bay, autoridades filipinas e norte-americanas estão preocupadas que um porto próximo ao disputado mar do Sul da China possa cair em mãos chinesas.


Sputnik

Dirigentes governamentais, como o secretário de Defesa das Filipinas, expressaram preocupação em relação à presença chinesa na região e receiam uma possível compra do porto de Subic Bay, informou a CNBC.


Resultado de imagem para Subic Bay
USS Enterprise em Subic Bay | Reprodução

Uma unidade de construção naval da empresa sul-coreana Hanjin Heavy Industries and Construction Philippines, que operava no porto, declarou falência em janeiro depois de não pagar mais de US$ 400 milhões (R$ 1,5 bilhão) aos bancos filipinos, tornando-se uma das maiores inadimplências da história do país. A empresa também tem US$ 900 milhões (R$ 3,3 bilhões) em empréstimos de bancos sul-coreanos ainda a serem pagos.

Duas empresas chinesas já manifestaram interesse em assumir o estaleiro, mas autoridades filipinas se mostraram contra essa ação. A senadora Grace Poe pediu uma investigação para determinar a necessidade de estruturas legais e regulatórias para a propriedade estrangeira de um ativo nacional estratégico no Subic Bay, segundo a mídia local.

O secretário de Defesa, Delfin Lorenzana, também disse na semana passada que se encontrou com o presidente Rodrigo Duterte para discutir a possibilidade de a Marinha filipina adquirir o negócio da construção naval.

Segundo Lorenzana, empresas dos EUA, Austrália, Japão e Coreia do Sul também manifestaram interesse na compra. O secretário sugeriu que o governo filipino também poderia arrendar uma participação majoritária a uma entidade estrangeira, mantendo uma participação minoritária.

Subic Bay fica a apenas 100 km a noroeste de baía de Manila. Antes de ser fechada, a base era considerada uma das maiores instalações navais dos EUA. Depois disso, ela foi transformada pelo governo filipino em uma zona econômica especial.

Comentários

Postagens mais visitadas