Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Porta-aviões chinês poderá contar com catapulta para lançar drones

Segundo uma fonte militar, a Marinha chinesa planeja embarcar drones em seu futuro porta-aviões.


Sputnik

Recentemente, um canal de televisão chinês exibiu um vídeo mostrando o drone Tian Ying decolando e pousando, entretanto, o local e quando isso aconteceu não foram revelados. Na ocasião, foi a primeira aparição do drone propulsado.


Porta-aviões chinês
Porta-aviões chinês © AFP 2018 / STR

O Global Times descreve o drone Tian Ying ou Sky Hawk como um veículo aéreo não tripulado de alta altitude, longo alcance e veloz, capaz de realizar missões de reconhecimento e patrulha em territórios hostis.

Além disso, o veículo operará a partir do futuro porta-aviões da China, que utilizará catapultas eletromagnéticas.

O que também indica a possibilidade da utilização do drone em seu futuro porta-aviões são suas rodas do trem de pouso, típicas para operarem em pousos duros e em superfícies de alto impacto, como a bordo de um porta-aviões.

Para utilizar o drone em seu porta-aviões, a China precisará de um porta-aviões capaz de lançar o drone pelo sistema de catapulta, entretanto, as atuais embarcações chinesas realizam o lançamento através do sistema de rampa.

Porém, vale ressaltar que o terceiro porta-aviões chinês, um Type 002 vessel, está sendo construído e pode possuir uma catapulta, o que permitirá a embarcação de drones. Contudo, o terceiro porta-aviões chinês entraria em serviço em 2020, caso seja equipado com o sistema de catapulta.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas