Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Presidente russo é o 'maior presente' para OTAN, diz ex-diretor da CIA

O ex-diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), David Petraeus, chamou o presidente russo Vladimir Putin do "maior presente" para a OTAN durante a conferência Raisina Dialogue, organizada na Índia pelo centro analítico Observer Research Foundation com o apoio do governo indiano.


Sputnik

Segundo Petraeus, a chegada de Putin ao poder proporcionou à Aliança um "novo motivo para a sua existência". 


Vladimir Putin durante os exercícios militares de grande escala Vostok 2018, 13 de setembro de 2018
Vladimir Putin © Sputnik / Sergei Guneev

O ex-diretor da CIA opinou que Washington pode contestar a "nova ordem geopolítica" inclusive com a ajuda da OTAN. Ele acrescentou que, apesar das críticas em relação à OTAN por parte do presidente Donald Trump, a Casa Branca continua desenvolvendo planos para aumentar a presença do contingente militar na Europa.

Trump apelou repetidamente aos países da OTAN para aumentarem os recursos destinados à defesa. Segundo a decisão tomada durante a cúpula da Aliança em Bucareste em 2014, todos os países membros devem assumir uma parcela dos gastos equivalente a dois por cento do PIB. No entanto, conforme as estimativas da OTAN de 2017, dos 29 países que integram o bloco, apenas 6 conseguiram atingir esse patamar.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas