Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Relatos: Japão planeja criar aviões de ataque para guerra eletrônica

As autoridades japonesas planejam criar aviões de ataque para danificar radares e sistemas de comunicação dos adversários, informou o jornal japonês Yomiuri.


Sputnik

Segundo fontes citadas pelo Yomiuri, o equipamento necessário será instalado em aviões de transporte e de patrulha que já são usados pela Força Aérea e pela Marinha do país.


Avião de patrulha marítima japonês P-1
CC BY-SA 2.0 / tataquax / NAF Atsugi 2016 Spring Festival

"Planeja-se que o modelo com base no avião C-2 [Kawasaki C-2, avião de transporte militar japonês] entrará em serviço no ano fiscal de 2027. Os planos de desenvolvimento do modelo com base no P-1 [avião de patrulha marítima japonês] estão em andamento", revelou a edição.

O motivo principal para a criação do equipamento de ataque é enfrentar as capacidades crescentes de guerra eletrônica da Rússia e da China, informou o jornal.

O Yomiuri sublinha que o Japão já dispõe de meios de guerra eletrônica que têm caráter defensivo. Um deles é o sistema de neutralização dos sistemas de guiamento de mísseis balísticos já disparados pelo adversário.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas