Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Rússia começou a patrulhar cidade síria de Manbij (VÍDEO)

A polícia militar das Forças Armadas russas começou a patrulhar o território da cidade de Manbij, na província síria de Aleppo, perto da fronteira com a Turquia, disse a repórteres o porta-voz da polícia Yusup Mamatov.


Sputnik

"Hoje começou o patrulhamento da zona de segurança na cidade de Manbij e seus arredores, a tarefa é garantir a segurança na área, controlar a situação e o movimento de formações armadas", disse Mamatov.


Exército sírio se instalando na área de Manbij
Exército da Síra ocupando a base militar de Manbij © Sputnik / Muhammad Maaruf

Ele acrescentou que os moradores locais informam a polícia sobre armas e projéteis não detonados que permaneceram lá desde que o território foi ocupado pelos combatentes.

No final de dezembro, o Exército Sírio entrou em Manbij, anteriormente controlado pelas milícias curdas do YPG, e içou a bandeira nacional na cidade.

Pouco antes, o YPG anunciou que eles estavam deixando Manbij por causa das ameaças da Turquia para invadir, e pediu às tropas do governo sírio para assumir o controle da cidade.

No início de janeiro, foi relatado que cerca de 400 militantes curdos da YPG deixaram Manbij, como combinado com Damasco, e se dirigiram para a margem leste do rio Eufrates.

Segundo declarações do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, Ancara estava preparada para lançar uma ofensiva a leste do Eufrates e na área síria de Manbij contra as forças curdas, se os EUA, seu principal aliado, não os retirassem de lá.

Para a Turquia, o YPG é um braço armado do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), proibido no país e classificado como uma organização terrorista.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas