Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Rússia e África têm 'grande' potencial de cooperação industrial e militar, diz ministro

O ministro russo da Indústria e Comércio, Denis Manturov, disse nesta quarta-feira (16) que há um grande potencial de cooperação entre a Rússia e a África no setor Industrial, acrescentando que empresas russas são capazes de fortalecer sua presença no mercado africano.


Sputnik

"Há um grande potencial para para cooperação russo-africana nos setores militar-técnico e industrial. As empresas russas são capazes de fortalecer suas posições no mercado africano através do uso correto de suas vantagens. Nós esperamos que o interesse nessa região cresça entre os industriais russos com o tempo. Em qualquer nível, nós faremos tudo que pudermos para isso", disse Manturov, conforme citação da Fundação Roscongress.


Resultado de imagem para Denis Manturov
Denis Manturov | Reprodução

De acordo com a fundação, uma grande organizadora de convenções e exibições de eventos, tanto na Rússia como no exterior, decisões foram tomadas durante uma reunião com Anton Kobyakov, um conselheiro do presidente da Rússia, Vladimir Putin, e com o professor Benedict Oramah, presidente da mesa de diretores do Banco Africano de Exportação-Importação (Afreximbank).

Como resultado da reunião, será realizado o 1º Fórum Rússia-África de Negócios, em outubro de 2019, a cidade russa de Sochi. O evento fará parte do encontro Rússia-África.

O evento receberá os líderes dos Estados africanos e representandos russos, africanos de agências internacionais de negócios e de governos, assim como de associações de integração no continente africano.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas