Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Rússia patrulha ações americanas após entrada de navio dos EUA no mar Negro

O Ministério da Defesa da Rússia informou nessa segunda-feira (7) que o navio-patrulha Pytlivy, da Frota do Mar Negro, está monitorando as ações do navio de desembarque USS Fort McHenry que entrou nas águas do mar Negro no dia 6 de janeiro.


Sputnik

"O navio-patrulha Pytlivy, da Frota do Mar Negro da Rússia, está realizando um complexo de atividades para controlar as ações do navio de assalto anfíbio USS Fort McHenry", afirmou o ministério em comunicado.


Navio USS Fort McHenry dos EUA (foto de arquivo)
USS Fort McHenry © Foto: Public Domain / U.S. Navy

O comunicado observou que o navio estava no mar Negro no domingo desde as 21h do horário de Moscou (16h do horário de Brasília).

"A partir das 9h30 [4h30 de Brasília], o navio entrou no porto romeno de Constanta", acrescentou o ministério.

A vice-almirante Lisa M. Franchetti, comandante da 6ª Frota, declarou em comunicado que a chegada do navio de guerra ao mar "reafirma a nossa determinação coletiva para a segurança do mar Negro e reforça nossas fortes relações com nossos aliados e parceiros da OTAN na região".

Anteriormente, o representante especial dos EUA para a Ucrânia, Kurt Volker, disse que Washington deveria considerar a possibilidade de aumentar presença no mar Negro.

As tensões aumentaram no mar Negro principalmente após a violação, no dia 25 de novembro, das águas territoriais russas por três navios ucranianos, que foram detidos junto com 24 tripulantes. Após o incidente, um processo criminal sobre a passagem fronteiriça ilegal foi aberto pela Rússia. Moscou também considera que a presença dos navios dos EUA e da OTAN no mar Negro sirva apenas para aumentar as tensões e colocar a Europa em risco de um conflito militar.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas