Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Rússia revela novos detalhes do drone nuclear subaquático ‘Poseidon’ (VIDEO)

A agência de notícias russa TASS revelou alguns detalhes sobre o drone nuclear subaquático “Poseidon”.


Poder Naval

O “Poseidon”, também conhecido pelo Ocean Multipurpose System Status-6 ou “Kanyon” pela comunidade de inteligência dos EUA, é um novo drone estratégico russo impulsionado por um reator nuclear miniaturizado.



Segundo a reportagem, a velocidade máxima do drone “Poseidon” será de mais de 107 nós (200 km/h), com profundidade máxima operacional de mais do que um quilômetro. Para comparação, a velocidade máxima dos modernos submarinos nucleares é de 32 nós, e torpedos 48 nós.

A alta velocidade do “Poseidon” será possível devido à supercavitação, através da qual uma bolha de gás envolve o torpedo na velocidade máxima. Isso minimiza o contato da água com o torpedo, reduzindo significativamente o arrasto.

Além disso, a TASS alegou que o mais novo veículo subaquático autônomo (AUV – autonomous underwater vehicle) russo será impossível de atacar devido às peculiaridades de suas manobras.

O ‘Poseidon’ foi projetado para criar uma onda de tsunamis de até 500 metros de altura, que contaminaria uma ampla área na costa inimiga com isótopos radioativos, além de ser imune a sistemas de defesa antimíssil, como mísseis antimísseis, armas laser e railguns que podem neutralizar um ICBM ou um SLBM.

O drone nuclear russo moderno foi oficialmente anunciado em março de 2018, juntamente com outros sistemas de armas futuros, destinados a combater o desenvolvimento de tecnologias de mísseis anti-balísticos pelos EUA.

O drone está incluído no programa de armamentos da Rússia para 2018-2027 e o Poseidon deve entrar em serviço antes do fim do programa, acrescentou a fonte.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas