Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Secretário de Estado dos EUA diz estar 'otimista' sobre futuro de curdos sírios

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse neste sábado (12) que acredita em um "bom resultado" para a relação entre Turquia e grupos curdos sírios, depois de falar com o ministro turco das Relações Exteriores.


Sputnik

"Reconhecemos o direito do povo turco de defender seu país de terroristas, mas também sabemos que aqueles que não são terroristas e lutam ao nosso lado por todo esse tempo merecem ser protegidos", disse Pompeo.


Mike Pompeo no Egito.
Mike Pompeo © AP Photo / Andrew Caballero-Reynolds

"Há muitos detalhes a serem trabalhados, mas estou otimista de que podemos alcançar um bom resultado", disse ele.

Grupos liderados por curdos que controlam parte do norte da Síria temem um ataque da Turquia na sequência da decisão do Presidente dos EUA, Donald Trump, de retirar tropas da sua região. A Turquia vê a milícia curda do YPG como uma ameaça à segurança. O presidente turco, Tayyip Erdogan, prometeu esmagar o grupo.

Falando em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, como parte de uma turnê regional, Pompeo também disse que a retirada das tropas norte-americanas da Síria é uma "mudança tática" e não altera a capacidade militar dos EUA de combater o Daesh e o Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas